A frequente escassez de medicamentos com impacto nos resultados dos doentes não é um fenómeno recente para os farmacêuticos hospitalares. A Associação Europeia de Farmacêuticos Hospitalares (EAHP) tem-se debruçado sobre esta questão durante a última década. A investigação realizada pela EAHP em 2014, 2018 e 2019 revela que o impacto que a escassez tem nos cuidados prestados aos doentes e no trabalho dos farmacêuticos hospitalares tem aumentado. Este problema tem piorado nas últimas semanas, com muitos países a notificar escassez de medicamentos usados ​​em unidades de cuidados intensivos, devido à pandemia por COVID-19.

O Inquérito da EAHP sobre a preparação das Farmácias Hospitalares para futuras crises irá explorar o que aprendemos durante a pandemia por COVID-19 e permitirá recolher informação retrospectiva sobre a escassez de medicamentos durante a pandemia por COVID-19. Este inquérito é dirigido a Farmacêuticos Hospitalares. 

O inquérito será encerrado à meia-noite do dia 23 de dezembro de 2020.
0 of 17 answered
 

T